in

Marketing quer turbinar o programa de sócio-torcedor

Dirigentes querem alcançar valor maior que de um patrocínio até o fim do ano

Com a onda de maior aderência de torcedores ao programa de sócios nos grandes clubes do Brasil, o tricolor quer aproveitar o momento de grandes contratações e de expectativa por títulos em 2015 para aumentar o número de sócios-torcedores. O objetivo principal é fazer com que os atuais 47,2 mil sócios se tornem 80 mil até o final da temporada.

Para se ter uma ideia de como essa evolução seria benéfica, o rendimento com os dados atuais de sócios, segundo informações do Globoesporte.com, está na casa de R$ 14 milhões. Com a obtenção da meta estipulada, esse valor passaria para R$ 28 milhões, mais do que os R$ 23 milhões que eram pagos pela Semp Toshiba.

Além de bons resultados dentro de campo, o marketing do Soberano pretende fazer modificações  no programa, visando deixá-lo mais próximo a torcida e com benefícios mais evidentes do que os descontos. Nos últimos tempos, praticamente em todos os aspectos a cúpula do Morumbi tem apostado em expor a marca da iniciativa: Ocupação na omoplata da camisa, apresentação de reforços, entrevistas coletivas etc.

+ O erro em deixar o Tonhão de fora

Apesar da grande alta na inscrição de novos adeptos nesse início de ano, o São Paulo ocupa a última posição em comparação com seus três rivais diretos no estado, tendo pouco menos de 10 mil a menos que o Santos, mais de 30 mil a menos que o SCCP e mais do que a capacidade do Pacaembu se comparado com os sócios da SEP.

Atualmente, existem três níveis diferentes de adesão ao sócio-torcedor do tricolor, batizados de Sou Tricolor, Standard e Premium. Com diferenças de privilégios, os valores variam entre R$ 12, R$ 30 e R$ 100.

Se você tem desejo em se tornar sócio do Soberano, clique aqui para obter maiores informações.

O que achou?