Maicon está de malas prontas para deixar o São Paulo

Com saída quase certa, Maicon deve trocar o Tricolor paulista, pelo tricolor gaúcho

O técnico Muricy Ramalho admite negociação do volante para deixar o São Paulo e acertar com o Grêmio e diz torcer pelo melhor de Maicon seja onde for: “Tomara que dê certo para ele”

Maicon é querido pelo elenco e comissão técnica, mas vem contestado por boa parte da torcida. Inclusive na partida em que o São Paulo venceu o Capivariano por 4×2 no estádio do Pacaembu, toda vez que Maicon pegava na bola era vaiado, isso o incomodou muito e acabou falando que não aguentava mais, ainda de cabeça quente após a partida.

– Às vezes o jogador está há muito tempo aqui e quer mudar. É um direito do jogador. Mas não creio que as vaias da torcida no jogo contra o Capivariano influenciaram. Ele sempre teve dificuldades, mas passou por cima. Chega uma hora que quer mudar – disse Muricy.

+ OSVALDO FEZ SEU PRIMEIRO GOL NO NOVO CLUBE E CONTOU COM AJUDA DO GOLEIRO RIVAL

+ ADEMÍLSON DEIXOU O SPFC 

+ JOVEM GOLEIRO DEVE GANHAR MAIS CHANCES NO SÃO PAULO

Com contrato válido até o fim de 2016, o volante deve ser emprestado até o final da temporada. Por conta disso o jogador não será relacionado para enfrentar o Rio Claro, neste domingo, no interior.

– Tomara que dê certo para ele. É um grande profissional. Ele fez o pedido. A gente ajuda o bom jogador, de bom caráter – concluiu o treinador.

Com o atleta inscrito na Libertadores e no Paulista, o treinador admite que a sua saída será sentida. Apesar da iminente contratação de Wesley, reposição para o setor, Muricy ainda não fala do novo reforço enquanto o atleta não for oficializado. Seu contrato com o Palmeiras se encerra nesta sexta-feira, e ele será apresentado na próxima semana, depois de assinar vínculo por quatro anos.

– É uma baixa, porque está inscrito e faz diferença. Mas quando o jogador tem oportunidade, tem de liberar. Aconteceu com vários aqui: Mineiro, Josué, que achavam que era uma loucura. Saíram eles e veio o Hernanes. Assim é a vida. Por isso não lamento muito quando sai alguém. Não me meto em transferência. O jogador precisa da oportunidade para sair. Quando sai um entra outro – afirmou Muricy.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *