Má fase do ataque são-paulino dificulta reação no Brasileiro

Tricolores ainda buscam entrosamento a partir do meio-campo

O São Paulo perdeu quase metade de seus gols com as saídas de Ganso e Calleri. Além deles, Rogério e Alan Kardec deixaram o clube.

Para compor as posições, chegaram os gringos Cueva e Chavez, além do brasileiro Gilberto. Luiz Araújo e Pedro Bortoluzzo foram promovidos para a equipe principal, mas ainda não se encaixaram perfeitamente.

O tricolor tem o quarto pior ataque da competição nacional, ao lado dos Sardinhas e do Florminense, com 21 gols em 19 partidas. Contém um ataque melhor apenas do que o lanterna América-MG – 12 gols, o Figueirense – 16 gols e o sétimo colocado Atlético-PR – 20 gols.

Para André Jardine, que deixou o cargo de comandante interino do tricolor no último domingo (14), Ricardo Gomes terá de trabalhar forte nas finalizações e conclusões das jogadas.

+ RICARDO GOMES VOLTA AO COMANDO TRICOLOR E SEU PRIMEIRO ADVERSÁRIO SERÁ O… VOCÊ LEMBRA?

“O ataque está se conhecendo, está em fase de adaptação. Tenho certeza que o Ricardo irá conseguir corrigir essa ineficiência. Na partida contra o Botafogo, criamos e merecíamos o gol. No segundo tempo, arriscamos e acabamos punidos. A torcida precisa reconhecer que tivemos dedicação o tempo todo, a equipe não deixou de lutar”, afirmou o treinador.

O zagueiro e capitão Maicon cobrou mais eficiência na parte ofensiva, já que o time perde tantos gols. Não é recente o fato do clube paulista dominar o jogo, te-lo em mãos e acabar perdendo pontos preciosos/sendo eliminado.

+ O BARATO PODE SAIR CARO. CLIQUE AQUI E ENTENDA

“Não adianta jogar bem os 90 minutos e acabar tomando um gol aos 93 minutos. Tivemos várias chances para marcar, principalmente no segundo tempo. Não fizemos. E depois a coisa acaba estourando lá atrás. É hora de parar e pensar na próxima partida”, disse o zagueiro.

O próximo duelo do tricolor será no domingo (21), contra o Internacional, às 16h15, no Beira-Rio. Será a estreia de Ricardo Gomes. O comandante assumirá o comando são-paulino nesta terça-feira (16). Ele não poderá contar com Thiago Mendes, suspenso. Já Michel Bastos voltará, após aprimorar a forma física.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *