Luis Fabiano depende de Osorio para saber se fica no São Paulo

O atacante Luis Fabiano aguarda o “sim” de Osorio para renovar com o tricolor

O São Paulo decide nesta quarta-feira, contra o Vasco, às 22h, a vaga para a semifinal da Copa do Brasil, no Maracanã. Porém, o time comandado pelo colombiano não terá Luis Fabiano para confirmar a vantagem que o próprio camisa 9 ajudou a construir no Morumbi. E, neste momento, o Fabuloso depende de Osorio, segundo a diretoria, para ficar no clube em 2016.

O contrato de Luis Fabiano termina em 31 de dezembro de 2015, e a diretoria já deu sinais de que não renovará o vínculo quando não permitiu que o jogador se transferisse para o Cruz Azul, do México, no meio do ano, e também não aceitou entrar em negociações pela renovação. Agora, o vice-presidente de futebol Ataíde Gil Guerreiro afirma que dependerá não só do rendimento do atacante, mas também da avaliação de Juan Carlos Osorio.

“Sobre Luis Fabiano, a gente tem que esperar mais um pouco. Nós estamos no meio de setembro e quero esperar mais um pouco. Vai depender de como ele estiver jogando e vai depender de uma palavra final do Osorio”, disse Ataíde Gil Guerreiro.

+ O São Paulo vai para a decisão desta quarta-feira sem Luis Fabiano

Para a próxima temporada, sem Rogério Ceni, a diretoria estipulou que o teto salarial do clube será de R$ 350 mil mensais em meio ao delicado momento financeiro. Apenas Alexandre Pato, que o clube tentará contratar após o fim do empréstimo, poderá ser exceção. O problema para a permanência de Luis Fabiano é que atualmente ele recebe R$ 550 mil mensais.

Segundo Gil Guerreiro, a diretoria não quer entrar em negociações com o atacante neste momento porque não quer tirar o foco esportivo do jogador. Prestes a completar 35 anos, o camisa 9 faz em 2015 sua pior temporada desde que deixou o Porto, de Portugal, em 2005. São 30 jogos e apenas oito gols marcados.

exames-descartam-fratura-de-luis-fabiano-479“Não vamos discutir Luis Fabiano agora. Você viu a partida que ele fez quando se machucou?” Ele está se dedicando de toda maneira, e não quero tirar o foco dele. Qualquer conversa nesse sentido começa a entrar salário, quanto que é, quanto que é, tira o foco do cara. Ele está tão bem, e por isso não quero conversar com ele”, falou o vice de futebol.

A condição de depender da avaliação de Osorio, neste momento, faz com que Luis Fabiano também tenha de ficar em alerta, como a diretoria, em relação à possível saída do treinador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *