Leco diz que apoia Raí em vetar Cueva dos jogos

O presidente do Tricolor falou que a decisão de Raí é o “reflexo, espelho exato do que pensa a instituição São Paulo Futebol Clube”

Na apresentação de Lugano como superintendente de relações institucionais do São Paulo, nesta terça-feira, o presidente do Tricolor teve que falar sobre o casa Cueva, que mais uma vez não foi relacionado para a partida.

Dessa vez, o jogador foi vetado pela diretoria, que não concorda com o comportamento do peruano. O diretor executivo, Raí, explicou que para o atleta voltar a jogar, terá que focar em melhorar a sua relação com todos do elenco e conquistar a confia do grupo outra vez. Segundo Leco, Raí tem total apoio dele nesse decisão.

“A obra na vida passa por momentos melhores, outros difíceis, percalços, desvios em alguns momentos, mas temos de ter grandeza e entendimento para discernir o que é importante. O fundamental não é o que é importante para o futebol do São Paulo, mas para o São Paulo, a instituição e as pessoas envolvidas. É possível desenvolver ações e expectativas para melhorar a relação, o que é fundamental”, disse.

O presidente disse que a decisão foi alinhada com todos da diretoria, e que o afastamento representa o que a instituição São Paulo Futebol Clube pensa.

“Em relação ao que o Raí disse, é o reflexo, espelho exato do que pensa a instituição. Foi tratado comigo. Há perfeita sintonia e entendimento. Ao clube, interessa preservar ativos não só por interesse comercial, mas pelo que pode produzir em prol do clube e da torcida”, falou.

O jogo de hoje é o terceiro sem Cueva entre os relacionados. Contra o Mirassol, o jogador não quis viajar com o elenco, contra os gambás e contra o Madureira, a decisão de deixar ele fora foi da diretoria.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *