Home > Destaques > ‘Pitaco’ de Aguirre e ‘projeto Jardine’

‘Pitaco’ de Aguirre e ‘projeto Jardine’

Jardine revela indicação de Aguirre na escalação do time neste domingo e projeta nova fase

O Tricolor bateu o RB Brasil neste domingo por 3 x 1 no Morumbi, no primeiro jogo sob o comando interino de André Jardine. O treinador multi-campeão da base são-paulina será mantido na comissão fixa do time principal a partir de agora, com o projeto de no futuro tornar-se o treinador da equipe.

Enquanto esse dia não chega, Jardine mostrou para Aguirre – o mais novo treinador do São Paulo – que entrega para o uruguaio uma equipe que pode alcançar bons resultados, apesar da má fase. Acompanhando dos bastidores do Morumbi, Aguirre que foi anunciado oficialmente neste domingo na nova função, viu um São Paulo com boa desenvoltura no segundo tempo, principalmente após as entradas de Marcos Guilherme, Valdívia e Lizieiro.

São Paulo x Red Bull
Foto: Luis Moura/WWP

A escalação inicial já teve ‘pitaco’ do novo treinador, segundo o próprio Jardine:

“Aguirre pediu para poupar alguns jogadores que vinham em um desgaste maior. A saída do Rodrigo Caio foi para gente ter pelo menos um zagueiro 100% no próximo jogo, que é decisivo. Outra foi o pedido para o Nenê por trás do Diego Souza e o Caíque” – disse Jardine

Sobre a partida, o treinador comentou sobre o uso de Diego Souza como armador na primeira etapa e as demais experiências:

“Hoje foi um dia importante também pelas experiências. Em conjunto pensamos a equipe que jogaria, já com a presença do Aguirre. Usamos Diego e Tréllez juntos que era uma curiosidade que tínhamos. O Diego por trás como poderia render, o Nenê pelo lado direito. Corríamos o risco de não dar tão certo porque era uma equipe mexida”

Com a evolução na etapa complementar, Jardine exaltou a equipe:

“O segundo tempo foi com uma equipe mais leve, com mais profundidade, com o Marcos Guilherme. A insistência de perceber o Diego como centroavante, porque ele tem todas as ferramentas para ser um grande centroavante. Jogando com Nenê por trás e a entrada do Lizieiro somou demais. O time do segundo tempo ficou mais encaixado” – complementou o treinador interino

+ Veja o que aconteceu fora do Morumbi antes da vitória sobre o RB Brasil!

André Jardine ainda comentou sobre a sua nova empreitada no São Paulo:

“Agora a principal cabeça pensante é o Aguirre. Com certeza se ele não estiver à beira do campo a gente vai estar trabalhando pelas ideias dele.

“Poder conviver com o Aguirre num ambiente profissional vai ser uma experiência fantástica. Poder contribuir para que as ideias dele deem certo vai ser um período que tenho certeza que vai engrandecer demais a minha carreira. Eu não tenho pressa nenhuma e quanto mais tempo eu desfrutar sendo auxiliar técnico vai ser melhor para minha carreira. Estou muito feliz para iniciar essa caminhada.” – completou Jardine

São Paulo x Red Bull
Foto: Jales Valquer/Foto Arena