Jardine se despediu do São Paulo com uma carta de agradecimento

O ex-treinador do São Paulo se despediu do clube com uma carta de agradecimento. “Não é um adeus,mas, sim, um até logo”

Jardine foi escolhido para ser o novo treinador da seleção brasileira sub-20, e se despediu do São Paulo nesta quinta-feira. 

Através de uma carta, o ex-comandante são paulino agradeceu ao clube por esses quatro anos(2015 a 2019) de trabalho no Tricolor 

Agradeço ao clube por ter aberto as suas portas, tanto na categoria de base quanto no profissional, e, principalmente, por ter dado todo o suporte necessário ao longo destes quatro anos. Tive apoio nos momentos de alegria e títulos, mas também nas situações mais complicadas”, escreveu. 

E finalizou com: “Na certeza que essa despedida não é um adeus, mas, sim, um até logo. Obrigado, São Paulo”

Após um bom trabalho nas categorias de base, André Jardine assumiu a equipe principal no final do ano passado, após a saída de Diego Aguirre, mas deixou o cargo em fevereiro após a eliminação precoce na fase prévia da Libertadores, para o Talleres-ARG.

No começo de abril, o treinador foi anunciado como novo comandante da seleção brasileira Sub-20. Seu contrato vai até o fim do Mundial da categoria, em 2021. Ele substitui Carlos Amadeu, demitido após a fraca campanha no Sul-Americano deste ano.

Veja a carta na íntegra: 

“Oficialmente desvinculado do clube, tenho só a agradecer ao São Paulo, direção, funcionários e torcida, pelos quatro anos incríveis que vivi no clube. Foram muitas alegrias, muitos atletas chegando ao alto nível e jogando, alguns títulos conquistados e, o principal, com muitas amizades feitas e boas lembranças na memória.

Fica o meu sincero muito obrigado para a torcida são-paulina pelo apoio que sempre recebi e a todos atletas que trabalhei.

Agradeço ao clube por ter aberto as suas portas, tanto na categoria de base quanto no profissional, e, principalmente, por ter dado todo o suporte necessário ao longo destes quatro anos. Tive apoio nos momentos de alegria e títulos, mas também nas situações mais complicadas.

Na certeza que essa despedida não é um adeus, mas, sim, um até logo. Obrigado, São Paulo”.

Foto: Marcos Ribolli