Home > Destaques > Inspiração que vem de casa

Inspiração que vem de casa

O meia Igor Gomes se inspira em jogadores que saíram das categorias de base do Tricolor, para vencer a Copinha

O São Paulo faz sua estreia na Copa são Paulo nesta quarta-feira (3), diante do Cruzeiro/DF, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, em busca do tetracampeonato.

Assim como muitos garotos, o meia Igor Gomes sonha em alcançar patamares maiores na carreira. Vencer a Copinha, se destacar e ser promovido ao time principal.

Peça posição, semelhança física e maneira de jogar, Igor, por muitas vezes é comparado a Kaká, ídolo do São Paulo, que recentemente anunciou sua aposentadoria dos gramados, diz que se espelha e se inspira no melhor jogador do mundo (2007) para traçar sua própria história vencedora no clube.

“O Kaká tem a história dele, eu quero escrever a minha. Claro que sempre terão comparações, mas eu quero fazer a minha história. Acho até legal essa comparação, porque ele é um ídolo, uma pessoa que tenho como espelho. Legal ver que as pessoas estão vendo que estou seguindo o caminho certo”, disse o jovem jogador.

Com a bola rolando, Igor contou o estilo de jogo que tem, e o que o torcedor pode esperar dele nesta edição da Copinha.

“Estou muito feliz com o estilo de jogo que estou apresentando. Tento variar um pouco. Nas regiões de mais risco, perto do meio de campo, procuro dar menos tapa na bola, tento tocar de primeira e circular bem o jogo. Quando estou mais próximo da área, procuro ser o mais agressivo possível e tento, com um drible ou uma finalização, desequilibrar um pouco o jogo”, comentou.

+ VEJA A LISTA DOS 25 ATLETAS RELACIONADOS PARA A COPINHA

Tricampeão da Copa RS com o São Paulo com a equipe Sub-20 (2016, 2017 e 2018), Igor lembrou que quando chegou ao Tricolor, em 2010, com apenas 11 anos de idade, viu pela última vez o Tricolor levantar a taça da Copa SP, com duas grandes revelações, Lucas e Casemiro.

“Estava eu e mais uns 80 meninos em um hotel aqui em Cotia, perto do CFA, para realizar o penúltimo teste antes de alojar. Nos reunimos todos para assistir a final contra o Santos. Torcemos muito e deu tudo certo, terminamos com o título. Naquele ano, saíram dali Lucas e Casemiro, dois jogadores que fizeram história e ganharam títulos pelo São Paulo. Eles nos inspiram a querer também ter uma carreira vitoriosa e chegar onde eles chegaram, passando pelo mesmo caminho que estamos hoje”, finalizou.

FOTO: Rubens Chiri / saopaulofc.net