Home > Destaques > Histórico do confronto – São Paulo x Palmeiras

Histórico do confronto – São Paulo x Palmeiras

Até hoje, o tricolor já encarou as Peppas 314 vezes e nós temos o domínio do clássico conhecido como Choque-Rei

Os times são rivais desde o primeiro confronto, mas o auge de sua rivalidade aconteceu entre 1942 e 1950, período em que São Paulo e SEP dividiram os nove títulos paulistas disputados.

O apelido de Choque-Rei dado pelo jornalista Tomaz Mazzoni, do jornal “A Gazeta Esportiva”, pela sua importância, ressaltando que esse clássico já levou por quatro vezes públicos maiores do que 110 mil pessoas ao Estádio do Morumbi.

Principais dados:

Partidas: 313 (de 30 de março de 1930 até 7 de março de 2018)
Vitórias: 108
Empates: 102
Derrotas: 104
Gols do São Paulo: 423
Gols do Peppas: 416
Primeiro jogo: São Paulo 2×2 Palestra Itália – Chácara da Floresta, Campeonato Paulista de 1930 (30 de março de 1930)
Último jogo: Peppas 4×2 São Paulo 2×0 – Allianz Parque, São Paulo, Campeonato Brasileiro de 2017 (27 de agosto de 2017)
Maior vitória: São Paulo 6×0 Palestra Itália – Campeonato Paulista de 1939 (26 de março de 1939)
Maior derrota: Peppas 5×0 São Paulo – Pacaembu, Campeonato Paulista de 1965 (9 de maio de 1965)

Ao contrário dos outros componentes do Trio de Ferro, SCCP e SEP, o São Paulo jamais foi rebaixado para a Segunda Divisão de qualquer campeonato que já tenha disputado.

Goleadas:

São Paulo 6 x 0 1939 26 de março Estádio da Rua da Mooca Campeonato Paulista
Peppas 5 x 0 1965 19 de maio Estádio do Pacaembu Torneio Rio-São Paulo
São Paulo 5 x 0 1956 10 de novembro Estádio do Pacaembu Campeonato Paulista
São Paulo 6 x 2 1981 4 de outubro Estádio do Morumbi Campeonato Paulista
São Paulo 5 x 1 1949 24 de julho Estádio do Pacaembu Campeonato Paulista
São Paulo 5 x 1 1986 27 de julho Estádio do Pacaembu Campeonato Paulista
São Paulo 5 x 1 1999 9 de maio Estádio do Morumbi Campeonato Paulista
São Paulo 4 x 0 1931 6 de Dezembro Estádio do Morumbi Campeonato Paulista
Peppas 4 x 0 1953 15 de março Estádio do Pacaembu Taça Tibiriçá
São Paulo 4 x 0 1980 5 de agosto Estádio do Morumbi Amistoso
Peppas 4 x 0 1992 8 de março Estádio do Morumbi Campeonato Brasileiro
Peppas 4 x 0 2015 28 de junho Allianz Parque Campeonato Brasileiro

Maiores públicos:

      1. São Paulo 1×0 Peppas, 119.113, 17 de junho de 1979 (112.016 pagantes)
      2. São Paulo 1×0 Peppas, 115.435, 27 de junho de 1971 (103.887 pagantes)
      3. São Paulo 2×1 Peppas, 114.000, 20 de dezembro de 1992 (110.887 pagantes)

Detalhes por competição:

Até o dia 13 de março de 2016, os clubes paulistanos haviam se enfrentado 170 vezes pelo Campeonato Paulista, com 67 vitórias do São Paulo, 50 vitórias das Peppas, 53 empates, e um total de 468 gols feitos, sendo 249 da equipe tricolor e 219 do time alviverde

Até o dia 7 de setembro de 2016, haviam se enfrentado 62 vezes pelo Campeonato Brasileiro, se levada em conta a fase unificada, que foi iniciada em 1959 (o primeiro clássico entre ambas foi disputado em 1967 no Torneio Roberto Gomes Pedrosa). Foram 20 vitórias das Peppas, 14 vitórias do São Paulo, 28 empates, e um total de 143 gols feitos, sendo 76 da equipe alviverde e 67 do time tricolor.

Pela época moderna do Campeonato Brasileiro, iniciada em 1971, as equipes se enfrentaram 58 vezes, com 19 vitórias das Peppas, 13 vitórias do São Paulo, 26 empates, e um total de 134 gols feitos, sendo 71 da equipe alviverde e 63 do time tricolor.

Até o dia 7 de agosto de 2010, haviam se enfrentado 8 vezes pela Libertadores da América, com 6 vitórias do São Paulo e 2 empates, e um total de 16 gols feitos, sendo 4 da equipe alviverde e 12 do time tricolor.

Fatos históricos:

As Peppas já ganharam ou 6 decisões de campeonato diretas contra o São Paulo: de 1933, 1942, 1944, 1950 e 1972, todos torneios em pontos corridos, e o Brasileirão de 1973, definido num quadrangular final.

O São Paulo já derrotou as Peppas em 3 decisões diretas: os Paulistões de 1943, 1971  (ambas as duas em torneio de pontos corridos) e 1992, sendo a única por meio de uma final, disputada em dois jogos.

As Peppas já eliminaram o São Paulo de um torneio em confrontos por mata-mata por 3 vezes:Na semifinal do Troféu Rámon de Carranza de 1993, no Paulistão de 2008 e no Brasileirão de 2000.

O São Paulo já eliminou as Peppas de um torneio, em confrontos por mata-mata, por 12 vezes: nos Paulistões de 1977,1978,1987,1992 e 1998, no Torneio Rio-São Paulo de 1998 e 2002, no Supercampeonato Paulista de 2002, na Copa do Brasil de 2000 e nas Libertadores de 1994, 2005 e 2006.

O maior tabu entre ambos ainda está em vigor. O São Paulo nunca perdeu para as Peppas em Libertadores da América. O primeiro jogo foi em 1974. São 6 vitórias do São Paulo e 2 empates. Assim, há um tabu de 36 anos, porém, ambos os times não costumam se enfrentar com frequência. O último encontro aconteceu em 2006.

JOGOS ENTRE SPFC X SEP PELA LIBERTADORES:

Libertadores 30/03/1974 – São Paulo 2 x 0 Peppas
Libertadores 24/04/1974 – Peppas 1 x 2 São Paulo

Libertadores 27/04/1994 – Peppas 0 x 0 São Paulo
Libertadores 24/07/1994 – São Paulo 2 x 1 Peppas

Libertadores 18/05/2005 – Peppas 0 x 1 São Paulo
Libertadores 25/05/2005 – São Paulo 2 x 0 Peppas

Libertadores 26/04/2006 – Peppas 1 x 1 São Paulo
Libertadores 03/05/2006 – São Paulo 2 x 1 Peppas

Um tabu envolvendo uma sequência de jogos mais regular foi imposto pelas Peppas ao São Paulo no Campeonato Brasileiro, entre 1973 e 2000. Foram 26 anos sem vitórias do tricolor sobre o alviverde, sendo que, entre 1979 e 1984, o clássico não foi disputado nesta competição.

As Peppas não vencem o São Paulo no Morumbi desde 2002, quando ganhou por 4 a 2 no Torneio Rio-São Paulo.

O Palmeiras estava na Zona de Rebaixamento do Brasileirão 2012 desde o 1º turno. Teve, então, uma reação, vencendo três jogos consecutivos e ameaçando sair enfim da Zona da degola. Enfrentaria então o São Paulo, no Morumbi,no dia 6 de outubro, pela 28ª rodada, em um jogo que podia firmar definitivamente o Verdão em um ciclo de vitórias. Mas o Tricolor de Rogério Ceni, Lucas e Luís Fabiano goleou por 3 a 0, dando fim à reação palestrina. Na sequência, as Peppas perderan os três jogos seguintes, foi eliminado da Copa Sul-americana e acabou rebaixado para a Segunda Divisão do Brasileirão.

As Peppas, assim como o cruzeiro, foram os times que mais tomaram gols do MITO ROGÉRIO CENI. 7 Gols!!!

Decisões de títulos:

É considerada decisão apenas a partida em que ambos os times entram em campo disputando o título, saindo um campeão sobre o outro.

Campeonato Paulista:

  • 1933: Palestra Itália 3×2 – 1×0 São Paulo – Palestra Itália campeão
  • 1942: Peppas 3×1 São Paulo – Palmeiras campeão
  • 1943: São Paulo 0x0 Peppas- São Paulo campeão
  • 1944: Peppas 3×1 São Paulo – Palmeiras campeão
  • 1950: São Paulo 1×1 Peppas  – Palmeiras campeão
  • 1971: São Paulo 1×0 Peppas – São Paulo campeão
  • 1972: Peppas 0x0 São Paulo – Palmeiras campeão invicto e São Paulo vice invicto
  • 1992: São Paulo 4×2 Peppas. 2º Jogo: São Paulo 2×1 Palmeiras – São Paulo campeão.

Campeonato Brasileiro:

  • 1973: Peppas 0x0 São Paulo– Eles foram campeões*
    Obs.: O Campeonato Brasileiro de 1973 foi decidido em um quadrangular entre Peppas, São Paulo, Cruzeiro e Internacional, coincidindo o último jogo do quadrangular ser Palmeiras e São Paulo, campeão e vice por pontos.