Home > Destaques > Garoto da base rejeita rivais por amor ao Tricolor

Garoto da base rejeita rivais por amor ao Tricolor

Jovem promessa rejeita ganhar o triplo em outros clubes para realizar o sonho de defender o time do coração

Muito se fala que hoje em dia só se joga pensando no dinheiro, que acabou o amor à camisa, mas o garoto Marquinhos Cipriano prova que essa afirmação merece suas ressalvas. O jovem meia-atacante abriu mão de muitas coisas para realizar o sonho de jogar no Tricolor, clube que ama desde a infância.

Marquinhos rejeitou propostas do nosso rival verde sem mundial, das viúvas do Zico, das tricoletes do Rio Grande do Sul, dos cholorados e das Marias de Minas. Essas equipes chegaram a oferecer salários que chegavam ao triplo oferecido pelo Soberano e luvas de até 1 milhão, tudo isso rejeitado pelo garoto que mostrou que dinheiro não compra felicidade.

Oriundo de família pobre, o garoto nasceu em Catanduva, interior de São Paulo, mas morou em Bauru, também interior, onde jogou por escolinhas até os 13 anos, quando deixou a família e foi jogar no DB de Porto Feliz, time agenciado pela Traffic em busca de seu sonho.

LEIA TAMBÉM

+ Centurión pode voltar ao futebol argentino

+ Bienvenido Comandante!

+ Recém-campeões da Taça BH, tricolor são convocados para a seleção sub-18

Por lá, conquistou títulos e chamou atenção dos clubes maiores, sendo artilheiro e melhor jogador da Copa Ouro sub-17.  Em Setembro de 2015, o Tricolor finalmente trouxe o garoto, que vem se destacando, tendo sido chamado inclusive para a seleção sub-18 para uma semana de treinamentos na última semana, além de estar chamando também a atenção de times da Europa. Isso no entanto, não ilude o garoto, que afirma querer permanecer no Tricolor.

O desejo de continuar, aliado ao bom momento, sendo campeão no último domingo da Taça BH, vice-artilheiro e melhor jogador do torneio, com direito a gol na final contra as viúvas da Parmalat (vitória com goleada por 4×1), fazem o garoto ser aposta da diretoria para o futuro, além de ser muito valorizado, tendo uma multa rescisória de 30 milhões de Euros (115 milhões de Reais).

Que essa história continue tendo belos capítulos e que mais uma promessa de Cotia se torne realidade!