Estamos respirando

Depois de 13 rodadas, junto com a sua torcida, no Morumbi, o Mais Querido volta a ter e dar esperança de dias melhores à torcida

No dia que antecedeu o aniversário do maior e mais belo estádio particular do mundo, o Mais Querido mostra que está aprendendo a jogar na zona mais difícil da tabela do Brasileirinho e dá sinais à sua maravilhosa torcida que continua respirando e lutando muito para encerrar o ano muito melhor do que ele foi até agora.

Não, não são as partidas sem derrotas e a nova postura em campo que me farão mudar de ideia sobre o comando técnico de nosso Mais Querido, ainda penso que esta não é a comissão técnica ideal para o gigante Tricolor voltar a ser o que foi no início dos anos 2000, mas reconheço que melhoramos muito,e com este espírito de equipe, com esta entrega de todos – e aqui, nos incluo, a torcida, que a cada rodada mostra à medíocre imprensa turva e aos torcedores rivais, que aqui, não existe esse negócio de modinha, como diria o Profeta, somos São Paulo piiiiiii!

Eu entendia que setembro era o mês crucial, para o Tricolor, sair do incômodo Z4 depois de confrontos diretos e um clássico, daria um ânimo para o time, e a possibilidade de dias, não menos difíceis, mas, mais esperançosos.

+ VEJA NOSSAS CHANCES NO BRASILEIRÃO

E é assim que encaro as próximas tr}es rodadas do Tricolor, com esperança, sem cálculos matemáticos, mas com raça, vontade de vencer e esperança de jogos e resultados como os de setembro.

Resta abraçarmos o Pacaembu agora nestes próximos confrontos aqui em nossa cidade, e respirarmos mais aliviados para termos pulmões em 2018…afinal,seguimos respirando!

FOTO: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *