Home > Destaques > Dorival sobre o time: “Essa apatia é o que realmente preocupa”

Dorival sobre o time: “Essa apatia é o que realmente preocupa”

Em entrevista coletiva após o jogo, o técnico do Tricolor se mostrou indignado com a atuação da equipe em campo e fala em “apatia geral” do grupo

Após a mais uma derrota fora de casa, o técnico Dorival Júnior tentou explicar o que aconteceu com o time que parece que esquece o futebol em casa quando jogo fora de São Paulo. Para ele, o time foi apático, e concordou com Hernanes que falta imaturidade ao elenco.

“Essa apatia é o que realmente preocupa. Como disse o próprio Hernanes no final da partida. O problema é tático? Não. É técnico? Não. É garra, gana, vontade? Não. Mas houve uma apatia geral, tanto que no intervalo eu poderia fechar os olhos e fazer três alterações que não teria problema, pela maneira como nos comportamos. Isso é inaceitável para uma equipe na situação que nos encontramos. E que tem uma atuação totalmente diferente no jogo passado”, disse.

Dorival se mostrou indignado com o que viu em campo nesta quarta-feira:

“Saímos revoltados com o que deixamos de fazer. Não houve relaxamento. Estávamos muito concentrados para esse jogo. Infelizmente não estamos conseguindo engatilhar duas rodadas. No primeiro gol do Fluminense, o pênalti existiu. Não tem o que contestar. Mas, no segundo, houve a falta no Rodrigo Caio. Houve, sim uma omissão. Mas a arbitragem não tem culpa pelo resultado”.

LEIA MAIS:
+ Hernanes sobre a derrota: “O que se leva é a imaturidade” 

O técnico são-paulino ainda explicou o porque de tirar Pratto e Cueva da equipe no segundo tempo:

“Nós estávamos com um posicionamento muito fixo: o Pratto muito preso na marcação, e o Cueva caindo lateralmente sem conseguir produzir dentro de suas melhores condições. Nós fizemos uma tentativa, tirando o homem de referência e colocando homens que chegassem por trás. Mas continuou da mesma forma como começamos a partida”, finalizou.

Foto: André Durão