Dorival fala que não houve tempo para avaliar o seu trabalho no Tricolor

No programa 1×1, do canal SporTV, o ex-técnico do Tricolor fala que não teve tempo para que seu trabalho fosse avaliado em 2018

Alguns meses após ser demitido do comando do Tricolor, Dorival Júnior falou sobre o clube e a sua demissão.

Para o ex-treinador do São Paulo, a diretoria não acertou tirá-lo do clube, já que não teve muito tempo do seu trabalho ser avaliado na temporada 2018.

“(No ano passado) saímos de uma zona de rebaixamento para terceira melhor campanha do segundo turno do Campeonato Brasileiro. Começamos este ano fazendo um Paulista abaixo da média, porém, em fevereiro, foram apenas duas derrotas, para Santos e Palmeiras. Com 64% de aproveitamento em fevereiro, foram marcantes as duas derrotas. Não dava para mensurar o que tinha sido feito, eu não tive a oportunidade de jogar uma final de fase”,  disse.

Dorival assumiu o Tricolor em julho do ano passado, após a demissão de Rogério Ceni. No Brasileiro da última temporada, o time brigou como nunca na história para escapar do rebaixamento, que conseguiu graças ao Hernanes e a torcida.

O treinador falou que no Brasil é muito desafiador comandar uma equipe de futebol, pois não se avalia conceito e sim o resultado.

“No futebol brasileiro não se avalia o conceito de trabalho, o trabalho em si, só o resultado da quarta e do domingo. Se fosse no futebol brasileiro, talvez o Guardiola não chegasse o finalizar o Campeonato Inglês (com o Manchester City). Deixou a Liga dos Campeões antes da semifinal para uma equipe que investiu o que investiu (Liverpool) e a Copa da Inglaterra para uma equipe da terceira divisão (Wigan). Foi campeão inglês. Será que ele chegaria (ao fim do campeonato)? Não tenho dúvidas que Guardiola já começaria o ano com problemas no Brasil”, finalizou.

Foto: SporTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *