Dorival: “Estou satisfeito pelo resultado, mas ainda não pela produtividade”

O técnico são-paulino falou após a vitória no Morumbi que ficou satisfeito com o resultado mas não com a produtividade do time

Dorival Júnior ressaltou que é impossível jogar bem diante da maratona de jogos neste início de temporada, mas confessa que esperava que a produtividade da equipe são-paulina fosse melhor.

O técnico ficou satisfeito com a vitória, mas não com o que viu em campo. A equipe melhorou no segundo tempo depois das mexidas que o treinador fez, mas Dorival sabe que o São Paulo tem condições de render mais, só que o desgaste físico impede que ele cobre isso dos atletas neste momento.

Veja o que ele falou na entrevista após o jogo:

POUCA PRODUTIVIDADE E MARATONA DE JOGOS

Estou satisfeito pelo resultado, ainda não pela produtividade. A única partida que fizemos descansados foi contra Mirassol. De lá para cá, estamos sobrecarregados. Não vou lamentar, mas é natural. Com doze dias de trabalho, com seis jogos em 16 dias, é impossível se recuperar. Como vou cobrar algo além desse grupo?.

Não vou ficar lamentando ou lastimando a sequência, mas sabíamos que sofreríamos, por isso imaginava trabalhar com duas equipes. Em razão do primeiro resultado, mudamos. Mas, depois de quarta-feira (o São Paulo recebe o Bragantino e descansa no Carnaval), teremos semana aberta para recuperar e todos chegarem nas mesmas condições depois do Carnaval – completou.

PRIMEIRA VITÓIA NO MORUMBI EM 2018

Futebol convincente, neste início, não vejo ninguém. Fomos convincentes contra Mirassol, taticamente quase perfeitos, porque estávamos descansados. Agora, não veremos futebol convincente, é quantidade abrindo mão qualidade.

SEGUNDO TEMPO MELHOR

Em outras partidas, já fomos muito mais agudos, mas sem gols. Hoje, equilibramos o meio-campo. A partir daí, criamos pela nossa capacidade técnica. O Botafogo prevaleceu, marcamos distantes e tivemos dificuldades para criar. Preenchemos, fizemos o resultado, mas não foi das melhores partidas. Já jogamos muito mais, mas sem conseguir o resultado.

ELENCO DE 2017, TEM COMO COMPARAR?

É difícil falar. Falar que jogador pode produzir mais que Hernanes é difícil. Pratto é um grande jogador, não viveu momento do Atlético-MG, mas teria espaço para crescer. Minha obrigação agora é jogar com peças que temos, sabemos que tem mais recuperação do que treino e correções, e procurar aproveitar o máximo de tempo para melhorar coletivamente, já que o desgaste é evidente, não conseguimos executar muitas coisas por essa sequência absurda, mas coisas estão clareando.

NOVO REFORÇO

Valdivia joga pelo lado, define bem, arrasta muito nas jogadas. Características que precisávamos.

SAÍDA DE EDIMAR DO TIME TITULAR

Falei que não tiraria o Edimar da partida de quarta-feira, não com relação à partida seguinte. Edimar não provocou nenhuma situação para uma animosidade tão grande, e, às vezes, você tem de preservar. Falei na frente dele e do Reinaldo. Quando entrei no intervalo do jogo de quarta, falei que Edimar tinha a minha confiança, voltaria, jogaria na normalidade e não teria problema, com tranquilidade para atuar. Para o jogo seguinte, eu faria quatro ou cinco alterações, e uma delas seria a mudança na lateral, até porque o Reinaldo vinha trabalhando bem e forte. Mas não levo em consideração para briga de posição. Daqui duas ou três rodadas, me posiciono a respeito da definição.

Foto: Paulo Pinto/saopaulofc.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *