in

Dinheiro no caixa das vendas de atletas e ex-atletas só daqui a alguns anos

Luciano e o diretor de futebol Carlos Belmonte deram declarações sobre pagamentos atrasados

Após a vitória do São Paulo sobre o América-MG, na última quinta-feira, o atacante Luciano e o diretor de futebol Carlos Belmonte deram declarações sobre pagamentos atrasados para os jogadores, principalmente em relação à premiação da classificação para a final da Copa Sul-Americana.

Segundo o dirigente, os valores ainda não foram pagos porque o clube “passa por um momento difícil”, mas que tudo será resolvido em breve.

Segundo dados do Globoesporte.com, a dívida da pandemia caiu de R$ 18 milhões para R$ 3 milhões, algo mais viável de ser pago. No entanto, os direitos de imagem em atraso (cerca de dois meses em alguns casos) e luvas (um caso é o da renovação de Arboleda) ainda pesam nos cofres.

Havia a expectativa que a venda de Gabriel Sara por R$ 60 milhões e os quase R$ 110 milhões das transferências de Antony e Casemiro fossem suficiente para estancar todas as dívidas com o elenco ainda no final deste ano. O dinheiro, contudo, não será depositado integralmente.

No caso de Antony, o Tricolor vai receber o montante em cinco anos – não necessariamente em parcelas iguais. Já os valores de Casemiro (cerca de R$ 10 milhões) e Gabriel Sara serão depositados nos próximos três anos. Uma parcela da venda de Sara, inclusive, já caiu nos cofres são-paulinos.

Com a demora para o recebimento de todos os valores, o São Paulo deve recorrer a uma antecipação em bancos dando as negociações como garantia para conseguir.

Além dessa pendência com o atual elenco, o São Paulo ainda paga atrasados a Daniel Alves e Hernanes, além de ter tem dívida milionária com empresários e outras instituições.

Foto: Divulgação
Por: Globoesporte.com

O que achou?

Escrito por Natália Milreu