Home > Destaques > Desde 2003, São Paulo nunca ficou de fora de competição sul-americana

Desde 2003, São Paulo nunca ficou de fora de competição sul-americana

Em mais um ano brigando na segunda parte da tabela, Tricolor jamais ficou abaixo de 11º na era dos pontos corridos

O ano de 2017 é mais um daqueles que não trará memórias de glórias ao torcedor são-paulino, apesar do tento na Flórida Cup em janeiro, o título amistoso não entra para o hall do clube de maiores conquistas no território nacional.

Fugindo da zona de rebaixamento, o Tricolor está bem próximo dos 47 pontos que supostamente livram qualquer time de rebaixamento, tendo como histórico o primeiro colocado da zona de rebaixamento no final de todos os Brasileirões na era dos pontos corridos, iniciada em 2003.

Para quem gosta de números, o Tricolor jamais ficou abaixo da 11ª colocação desde o novo formato do torneio. A “pior classificação” por incrível que pareça foi no ano mais vitorioso do clube na última década, justamente em 2005 quando o Tricolor faturou o Paulistão, Libertadores e Mundial, deixando o Campeonato Brasileiro de lado.

+ Dorival Jr indica lateral direito de rival para 2018. Confira!

Veja abaixo a classificação final do São Paulo nos últimos 14 anos:

2016 – 10º colocado com 52 pontos, classificou-se para a Copa Sul-Americana após brigar contra o Z4 em boa parte do campeonato, ainda que tenha chegado na semi-final da Libertadores.

2015 – 4º colocado com 62 pontos, classificou-se para a Libertadores depois de um desempenho regular ao longo da temporada com altos e baixos.

2014 – 2º colocado com 70 pontos, com o vice-campeonato ficando atrás apenas do Cruzeiro, garantiu vaga para Libertadores após uma boa temporada, mas com derrotas em jogos de menor importância que custaram um título.

2013 – 9º colocado com 50 pontos, primeiro ano em que o São Paulo brigou a maior parte do tempo contra o rebaixamento na era dos pontos corridos, conseguiu se alavancar no final com a volta de Muricy Ramalho, classificando-se para a Copa Sul-Americana.

2012 – 4º colocado com 66 pontos, garantiu vaga na Copa Libertadores pelo Campeonato Brasileiro e pela Copa Sul-Americana que conquistou no mesmo ano.

2011 – 6º colocado com 59 pontos, classificou-se para a Copa Sul-Americana após ter um rendimento irregular na reta final do Campeonato Brasileiro.

2010 – 9º colocado com 55 pontos, garantiu vaga na Copa Sul-Americana após um ano irregular no Campeonato Brasileiro depois de chegar na semi-final da Libertadores.Imagem relacionada

2009 – 3º colocado com 63 pontos, brigou pelo título até a última rodada com uma combinação de resultados que poderia dar o Hepta-Tetra ao clube.

2008 – 1º colocado com 75 pontos, faturou o campeonato pela terceira vez seguida – sexta na história – na última rodada após ter 1% de chances de título durante o torneio. (foto ao lado)

2007 – 1º colocado com 77 pontos, campeão brasileiro com várias rodadas de antecipação, após ótima campanha, chegando a bater recordes de invencibilidade de 18 jogos sem perder, sendo desses, 9 sem levar gols. Foi o segundo consecutivo – quinto na história.

2006 – 1º colocado com 78 pontos, campeão brasileiro após 15 anos e conquistando a quarta conquista do torneio, além de ser finalista da Libertadores com a base multi-campeã do ano anterior.

2005 – 11º colocado com 58 pontos, época em que o campeonato ainda contava com 22 clubes, o Tricolor não deu tanto valor ao torneio nacional enquanto faturava a tríplice coroa com Paulistão, Libertadores e Mundial.

2004 – 3º colocado com 82 pontos, maior pontuação do clube na era dos pontos corridos, lembrando que haviam 24 clubes no campeonato, o Tricolor fez boa campanha e garantiu vaga na Libertadores, além de também bater na trave ao ser desclassificado nos minutos finais da semi-final da Libertadores para o Once Caldas-COL.

2003 – 3º lugar com 78 pontos, fez uma boa campanha no torneio nacional e garantiu vaga na Libertadores na primeira edição dos pontos corridos.