Crônica – São Paulo 1×1 Grêmio

Na raça e com a força de 51 mil torcedores, o São Paulo arrancou um empate nesta segunda-feira no Morumbi

Festa na chegada do time ao estádio, bandeiras, que voltarão aos estádios paulistas no segundo turno, tremulando, batuque tocando e o hino entoando. Esta foi a recepção dos mais de 51 mil torcedores ao São Paulo.

Dorival Junior esclareceu a dúvida sobre o substituto de Wellington Nem assim que desembarcou no Sacrossanto Morumbi e Marcinho foi para o jogo.

No início, um minuto de silêncio, um pai nosso cantado pela torcida organizada e palmas. Palmas em homenagem ao eterno ídolo Waldir Peres, falecido no último domingo (23).

PRIMEIRO TEMPO

O treinador do tricolor paulista manteve o 4-2-3-1 das últimas partidas, o time começou em cima, marcando sob-pressão e sofria com as trocas de passes da equipe Gremista.

O tricolor gaúcho conseguia desfazer as linhas de marcação dos paulista e se infiltrava com facilidade sob os comandos de Luan e Pedro Rocha.

Jucilei em noite regular não consguia combater, Cueva parecia disperso e Gomez cansado. Os paulistas não consguiam assustar os gaúchos. Em um dos poucos bons momento de Bruno pela direita, ele driblou e tocou para Cueva que sem tempo de bola perdeu o lance.

Contra-Ataque! Bola lançada nas costas do lateral direito São-Paulino. Arboleda tentou tirar e não conseguiu. Pedro Rocha driblou, arrematou, a bola desviou no zagueiro tricolor e entrou.
São Paulo 0 x 1 Grêmio.

Não havia parecer jeitos de empatar ou virar o jogo. O São Paulo tinha a bola e o adversário era perigoso nos contra-ataques. Luan quase marcou e Renan, com a camisa de Waldir Peres, salvou!

SEGUNDO TEMPO

Deixar de pontuar no Morumbi não era admissível. Dorival voltou do intervalo com duas mechidas. Lucas e Cícero nos lugares de Gomez e Jucilei. Logo aos 3 minutos Renan saiu errado em cobrança de escanteio, socou mal a bola e quase entregou o segundo gol ao adversário.

Os paulistas não conseguiam transpor a zaga adversária. Cueva tentou enfiar a bola para Pratto e Kannemann cortou no último segundo. Aos 18, Cueva recebeu pela esquerda e gingou na frente da zaga gremista, apontou o espaço vazio ao seu lado para Edimar passar. O lateral correu, recebeu o passe, ameaçou o cruzamento e cortou o zagueiro, tocou para trás, Pratto bateu de primeira, Marcelo Grohe espalmou e no rebote Lucas Fernandes de carrinho empatou.

O Morumbi tremeu. Lucas, Made In Cotia, correu para o símbolo tricolor e comemorou.

Dali em diante, praticamente só deu Grêmio. Escanteio, bolas cruzadas na área, defesas milagrosas de Renan. O São Paulo parecia não ter forças para garantir o ponto.

Aos 46, Cueva dribou 3 na entrada da área e rolou para Gilberto dentro da área. O Atacante poderia chutar de primeira, mas quis carregar a bola. Foi empurrado e o árbitro não marcou a penalidade.

Fim de jogo. Suado, aguerrido e brigador. O São Paulo ainda não saiu do Z4, mas mostra que com está força não ficará lá por muito tempo.

Nosso avanço depende da sinergia Torcida + Equipe + Treinador ! Esperamos vocês contra o Coritiba no dia 03-ago às 19:30.

Vamos empurrar o tricolor para a parte de cima da tabela !

Saudações Tricolores.

“Salve o Tricolor Paulista, Amado Clube Brasileiro…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *