Home > Destaques > Crônica – São Paulo 1×0 Paraná

Crônica – São Paulo 1×0 Paraná

São Paulo não faz uma boa partida, mas vence o Paraná pela estreia do campeonato brasileiro, onde vencer em casa é primordial

Sem contar com quatro jogadores do time titular [já que Aguirre decidiu poupar, pensando no jogo de volta da Copa do Brasil, contra o Atlético-PR], o São Paulo estreou com vitória a sua caminhada no Brasileirão 2018.

O JOGO

Na etapa inicial, o Paraná soube fechar a sua defesa e não deu muitas oportunidades para um São Paulo que chegava perto do gol, mas não sabia o que fazer na hora de finalizar.

Já o São Paulo, que já havia chegado com perigo três vezes, abriu o placar aos 37 minutos com o zagueiro Bruno Alves, que desviou, de cabeça, falta cobrada por Cueva.

+ CONFIRA AS NOTAS DADAS POR NOSSA EQUIPE AOS JOGADORES DO TRICOLOR

PRIMEIRO TEMPO

O Paraná começou o jogo com os 11 jogadores atrás da linha da bola, melhor dizendo, todos em seu campo de defesa. O Tricolor tentava, mas não consegui furar a forte marcação dos paranaenses. Aos 2 minutos o Tricolor paulista teve seu primeiro escanteio, mas não levou perigo. Três minutos depois, outra cobrança de escanteio. Dessa vez Lucas Fernandes bateu no segundo pau, e Brenner chuta por cima, quase sem ângulo.

Aos 11 minutos, Marcos Guilherme cruzou na pequena área, Brenner e Régis se esticam, mas a bola passou e foi pela linha de fundo.

O jogo era praticamente ataque contra defesa. O São Paulo dominava as ações, mas não chegava com tanto perigo. Já o Paraná não chegava ao gol de Sidão.

O tempo foi passando e nada mudava. O São Paulo tentava avançar e o Paraná apenas defendia. Aos 35 minutos, Lucas Fernandes tabelou com Cueva e sofreu falta. No minuto seguinte o peruano levantou a bola na área e Bruno Alves, aniversariante do dia, tocou de cabeça no canto esquerdo de Richard para abrir o placar no Morumbi!

Antes do fim da primeira etapa, Lucas Fernandes cobrou escanteio e quase Mansur marca contra.

Fim da primeira etapa. Jogo frio, assim como a noite em São Paulo.

SEGUNDO TEMPO

O Tricolor voltou a campo com Valdívia no lugar de Lucas Fernandes.

O Paraná começou melhor e aos três minutos chegou com perigo, mas Sidão mandou pra escanteio. Aos 4 minutos, Régis deu um chapéu e uma caneta na mesma jogada, arrancando aplausos dos 11.327 torcedores. Cinco minutos depois Aguirre tirou Brenne, que não vinha fazendo um bom jogo e colocou Junior Tavares. Dessa forma, Régis foi para a ala e a formação ficou: Sidão, Militão, Rodrigo Caio, Bruno Alves, Jr Tavares, Régis, Hudson, Jucilei, Cueva, Marcos Guilherme e Valdívia.

O jogo seguia ruim, com o São Paulo tendo a melhores ações, porém, o Paraná chegou a dar alguns sustos. A tensão na torcida era visível. Aos 29, nene substituiu Ceuva, que nitidamente sentia o ritmo de jogo.

A posse de bola do Tricolor Paulista que chegou a ser de 68% caiu para 54%.  Aos 37 Sidão levou cartão por retardar o reinício da partida. O Tricolor teve duas boas chances. Uma com Nene e outra com Marcos Guilherme

O São Paulo estava se perdendo em campo e os jogadores estavam afoitos e dando campo ao Paraná. Por sorte, eles não aproveitaram as poucas chances que tiveram e o jogo terminou 1×0 para nós!

Jogo ruim, mas vitória importantíssima!

FOTO: Marcos Ribolli