Crônica – São Paulo 1×0 Corinthians

O São Paulo venceu o primeiro jogo da semifinal do Paulistão e quebrou um longo jejum

Tricolor não ganhava do rival alvinegro num jogo de mata-mata desde 2002 (12 partidas deste então) e pelo Paulistão, desde 2000. Já em clássicos mata-mata, nós não vencíamos desde 2008. Todos tabus quebrados nesta tarde!

Por incrível que pareça, a última ver que o São Paulo eliminou o Corinthians pelo Paulistão foi em 2000, justamente em uma semifinal. Vamos repetir a dose?

VALE LEMBRAR QUE o Tricolor venceu o primeiro clássico e 2008. Até foram 3 derrotas no primeiro turno do estadual. VITÓRIA NA HORA CERTA!

O JOGO

Com gol de Nenê, nos acréscimos do primeiro tempo, e arbitragem horrível e Rafael Klaus, o São Paulo venceu o rival da zona leste e agora, na próxima quarta-feira, jogamos pelo empate na casa do rival.

PRIMEIRO TEMPO

O Tricolor começou marcando sob pressão, saindo com rapidez e buscando o gol corintiano. Aos 3 minutos, Reinaldo avançou pela esquerda e tocou para Liziero, que chutou por cima do gol de Cássio. São Paulo era só pressão. Dez minutos depois, o Tricolor chegou de novo pela esquerda, mas Cássio tirou a bola que ia certinho para Trellez.

O jogo ficou muito truncado, com forte chegadas e o Tricolor com a maior posse de bola. Aos 22 minutos o Tricolor chegou mais uma vez com perigo, de novo pelo lado esquerdo. Sidão cobrou tiro de meta, Tréllez ganhou de cabeça e mandou para Nenê, que recebeu, avançou e na hora do chute foi travado por Mantuan. A torcida fica pedindo pênalti, mas o árbitro nada marcou.

Dois minutos depois, o São Paulo teve boa chance de ampliar. Nene cruza e Arboleda, de cabeça manda pra fora. Pouco tempo depois desse lance, o camisa 7 tricolor e o treinador rival começaram a bater boca na lateral do campo.

Aos 35, Trellez leva cotovelada dentro da área e o juiz vê que o jogador do São Paulo está sangrando e não marca a penalidade. Aos 44, Militão avançou e cruzou rasteiro, a bola ia para Trellez, mas a zaga tirou.

Antes de terminar o primeiro tempo, o São Paulo marcou o gol. Tréllez cortou lançamento de Mantuan, e armou contra-ataque, passou por Gabriel e chutou, Cássio defendeu, mas Nenê, sozinho, aproveitou o rebote e abriu o placar para o São Paulo.

Na comemoração, Nene olhou para Carille e os corintianos reclamara, o camisa 7 do Tricolor levou amarelo.

SEGUNDO TEMPO

Os visitantes, atrás no placar saíram mais para o jogo, e dessa forma, nos dariam maior chance de armar um contra-ataque.

O Tricolor conseguiu segurar as ações de ataque do time cotintiano que não conseguia chegar com perigo. Aos 16 minutos, Aguirre tirou Marcos Guilherme, cansado e colocou Lucas Fernandes. Este entrou mais uma vez muito bem na partida. Um minuto depois, Bruno Alves levou amarelo.

Aos 28, a segunda alteraç]ao no São Paulo. Araruna entrou no lugar de Liziero, que estava sentido cãimbras. Um minuto depois, Lucas Fernandes avançou pela esquerda e cruzou, a bola tocou claramente na mão de Pedro Henrique e mais uma vez o juiz ignorou o lance.

Aos 35, Morato, que havia feito apenas um jogo no Tricolor, 100% recuperado de lesão, fez sua reestreia. Oito minutos após sua entrada, Morato roubou a bola de Gabriel, avançou sozinho pelo meio e chutou de muito longe. A bola passou à direita do gol de Cássio.

FIM DE JOGO! SÃO PAULO 1X0 CORINTHIANS!

Com a vitória, o Tricolor joga por um empate no Italulão. #VamosSãoPaulo

FOTO: Marcos Ribolli – Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *