Crônica: São Paulo 0 x 1 The Strongest | Libertadores 2016

São Paulo esquece de jogar bola e sai derrotado na estreia de fase de grupos da Libertadores

O Tricolor tinha tudo para começar com o pé direito na Libertadores, mas o que se viu nessa noite no Pacaembu foi um time apático, sem raça, que dominou a bola o jogo todo, mas novamente em falha defensiva permitiu que os bolivianos do The Strongest saíssem com a vitória.

+ São Paulo pede liberação de Wellington do STJD. Confira!

Sob apoio da torcida no primeiro tempo, o São Paulo começou dominando a posse de bola, entretanto sem objetividade. Aos 6 minutos em contra ataque do time adversário, levou uma bola na trave com muito perigo após finta do atacante em cima de Rodrigo Caio.

lucao

O Tricolor conseguiu segurar o jogo no campo de ataque, mas não avançava nas linhas defensivas bolivianas muito compactas. Em escanteio, Lucão em ótima oportunidade cabeceou e obrigou o goleiro Vaca a fazer boa defesa e em bate rebate na grande área, os Tigres afastaram o perigo.

Congestionado pelo meio, Centurión e Michel Bastos tentavam criar jogadas, mas sem sucesso algum. O gol quase saiu após bola alçada entre os zagueiros, Kardec (de forma irregular) tocou com o braço e a bola bateu no pé da trave direita e saiu, mas o bandeirinha já anulava. Ganso arriscou bom chute mais tarde e obrigou o goleiro a espalmar para escanteio no final da primeira etapa.

Para o segundo tempo, Bauza começou com Calleri no lugar de Hudson, colocando o time no ataque. Novamente com a posse de bola, o Tricolor tocava e tocava, mas os 11 jogadores do time adversário fechavam o campo defensivo deles. A velha máxima do futebol – “Quem não faz toma!”, aos 17 minutos após cobrança de escanteio de Pablo Escobar, Chumacero é lançado pela direita e cruza na medida para Alonso cabecear para o fundo do gol, a zaga parou para olhar…

+ Raio – X Rogério! Confira mais detalhes do atacante brigador!

tmendes

Bauza entrou em pânico e colocou Rogério e Kieza, apesar da saída de Kardec para a entrada do camisa 9. Com a bola no pé e atrás do placar, o São Paulo não conseguiu criar chances para marcar, os bolivianos catimbavam em todos os lances, tiros de meta, faltas, falsas lesões… todos os ingredientes de quem está vencendo em Libertadores. Michel Bastos o – reclamão – perdeu boa chance ao encher o pé e desperdiçar o chute. Nos minutos finais, Keiza recebeu uma bola cara a cara com o goleiro Vaca e na grande oportunidade da partida, chutou para fora, resultado São Paulo 0 x 1 The Strongest, e os bolivianos quebram tabu de 34 anos sem vencer na Libertadores fora de casa e nós não perdíamos aqui para um time estrangeiro desde 2007, noite para esquecer, jogadores sem raça foram vaiados não deram se quer uma explicação aos 27 mil torcedores que presenciaram sob chuva no Pacaembu uma derrota vexatória.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *