in

Corte no Tricolor

Após assumir clube com mil profissionais, Aidar diminui número de funcionários para 900 e projeta mais reduções

O presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, iniciou seu mandato, em abril de 2014, comandando um clube com cerca de mil funcionários. Desde então foram demitidos 100 profissionais, e o mandatário acredita ser possível reduzir ainda mais. O objetivo é diminuir custos e tornar o Tricolor viável.

Aidar demite 100 funcionários e diz que clube pode ser gerido por até 600

A projeção foi feita nesta sexta-feira, em um fórum realizado em Belo Horizonte, pelo Instituto Áquila, empresa responsável por fazer um estudo completo do modelo de administração do Tricolor.

– É um clube que pode ser gerido por 600 a 700 pessoas – disse o dirigente.

De acordo com o presidente, desde o início do trabalho do Instituto Áquila, 60 gestores e diretores passaram por treinamento para melhorar as respectivas atuações. O principal objetivo  é reduzir despesas.

No evento, Aidar lamentou o custo mensal de R$ 8 milhões do Tricolor com juros e amortização da dívida bancária, hoje no valor de R$ 160 milhões.

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara