Comitê de Ética do São Paulo convoca Ataíde e Aidar para depor

O presidente da comissão de ética do São Paulo, José Roberto Ópice Blum, convocou os depoimentos de Ataíde Gil Guerreiro e Carlos Miguel Aidar para a próxima semana.

Enquanto o vice-presidente de futebol é investigado por ter agredido Aidar, o ex-presidente é alvo justamente pelas denúncias de corrupção que culminaram numa discussão, na agressão e na gravação publica por Ataíde.

Só que Ataíde já informou que não vai comparecer. Nem ele nem a diretoria do São Paulo concordam que os depoimentos sejam tomados no escritório do desembargador. O vice se colocou à disposição para falar a qualquer momento, em qualquer data, desde que no Morumbi, já que se trata de um assunto do clube, e não do trabalho de Ópice Blum.

+ CALLERI É SONDADO NO TRICOLOR

Também causou estranheza o fato de o depoimento de Aidar não ter sido marcado. O presidente da comissão afirma que seria feito logo em seguida, mas que ainda não havia a confirmação de uma data.

Os processos são distintos e podem acarretar em três punições: censura (uma advertência), suspensão por 90 dias e cassação do mandato de conselheiro.

– Quero liquidar esse processo logo, até o fim de janeiro.

Apesar de muitas pessoas no São Paulo, de todos os lados e grupos, afirmarem que Blum e Ataíde não se falam há anos, o presidente da comissão de ética nega, e garante imparcialidade no processo.

* Por Alexandre Lozetti

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *