in

Clima continua pesado no tricolor

Reunião entre atletas, Muricy e parte da diretoria indica clima conturbado

O clima ruim que tomou conta do São Paulo após o revés na Taça Libertadores continua rondando o CCT da Barra Funda. Antes das atividades programadas para essa sexta-feira, foi feita uma reunião que durou cerca de 30 minutos.

O treino estava programado para às 9:30 h, porém a primeira meia hora foi ocupada pela conversa que teve a presença de todos os jogadores, Muricy, o vice-presidente Ataíde Gil Guerreiro e o gerente de futebol, Gustavo Vieira de Oliveira. Ninguém da imprensa teve acesso ao teor do papo, já que a entrada dos jornalistas foi liberada apenas bem mais tarde.

+HISTÓRIA EM TRÊS CORES: Raí

Apesar de parte do corpo diretivo estar acompanhando a reunião, quem realmente teve voz ativa foi o técnico do tricolor. Na entrevista coletiva após os trabalhos matutinos, o treinador ainda se mostrava decepcionado com o desempenho da equipe no meio de semana. 

O próprio Muricy disse na coletiva que utilizou palavras mais voltadas ao incentivo durante a conversa com os atletas. Ele ainda acrescentou que, mesmo quando foi permitido que algum jogador falasse, ninguém se pronunciou, indicando um visível abatimento também do elenco com a derrota na competição continental.

A chance do Soberano reencontrar o caminho das vitórias na temporada será amanhã, às 17 h, quando o time receberá no Morumbi o Osasco Audax pelo Paulistão.

O que achou?