Home > Notícias > Até que enfim…

Até que enfim…

Depois de muitos anos, o Tricolor venceu o Atlético-PR em Curitiba e pela primeira vez, em seu estádio. Leia o texto de nosso colunista Rafael Rossi

Demorou demais. Acho que a maioria concorda. Foram 36 anos, 3 meses e 9 dias para o São Paulo voltar a vencer o Atlético-PR em Curitiba. A última vitória havia sido no estádio Couto Pereira em 28 de fevereiro de 1982, por 3 a 1 com dois gols de Serginho Chulapa e um de Everton.

Na Arena da Baixada, inaugurada em 24 de junho de 1999 o São Paulo nunca havia vencido. Nem mesmo fortes elencos como o campeão mundial de 2005 ou os que foram tricampeões brasileiros nos três anos seguidos conseguiram tal façanha por lá.

Mas o momento é de exaltar o lado bom. Não de reclamar da demora e do jejum que parecia interminável. Finalmente, neste sábado – 9 de junho de 2018 – o São Paulo venceu o Furacão na Arena. O placar foi mínimo, 1 a 0, gol do meia Nenê de pênalti aos 15 minutos do segundo tempo. Confesso: imaginei que não viveria o suficiente para ver isso acontecer. Para mim, era algo sobrenatural. Algo para “outra vida”, se é que isso realmente existe. Para se ter ideia da minha aflição, em dois momentos fiz algo que nunca havia feito na vida: não olhei para a TV. Foram duas faltas cobradas pelos donos da casa que ainda bem não deram em nada.

A alegria, pelo menos de minha parte, é imensa. Para mim o São Paulo ganhou um título neste sábado. Chorei, fiz stories no Instagram gritando e exaltando o feito. Coisas dignas somente da conquista de uma taça mesmo. Me julguem. Não estou nem aí. Na última vitória em Curitiba eu tinha 2 anos de idade. Nem sabia o que era bola. Ou seja, o que aconteceu desta vez eu nunca tinha visto! Repito o termo “finalmente”. Mas não em tom de cobrança e reclamação. Em tom de alívio e alegria. Por mais que tenhamos (eu e você) jogadores, treinadores, etc, que não gostamos, não é hora para isso. É hora de exaltar este bravo grupo que acabou com uma sina histórica.

Parabéns Sidão; Éder Militão, Anderson Martins, Bruno Alves e Reinaldo; Jucilei e Hudson; Araruna (Petros), Nenê (Lucas Fernandes) e Everton; Diego Souza (Tréllez) e também aos que não jogaram! Parabéns técnico Diego Aguirre, André Jardine e todo o restante da comissão técnica! E obrigado pela alegria deste sábado, dia 9 de junho de 2018!!! Por mais que tenha sido uma simples vitória, apenas três pontos e não tenha significado nenhuma conquista, não tem problema. Como falei, para mim, o Tricolor ganhou um título na Arena da Baixada neste sábado, onde havia perdido 13 vezes e empatado outras cinco! E para você?

FOTO: Divulgação

Me siga no twitter: @RafaCedrall