Atacante da seleção equatoriana diz estar perto do Tricolor

Ex-colega de Arboleda na Universidad Católica de Quito diz estar perto de fechar com o Tricolor. Pela seleção, ele tem dois gols em duas partidas

Um caso bem incomum aconteceu, durante uma entrevista para um jornal equatoriano, o jogador da Universidad Católica de Quito e da seleção equatoriana Romario Ibarra afirmou que o Tricolor estaria interessado nele e que a negociação está 70% perto de sua conclusão.

“O Arboleda me falou do interesse do São Paulo. Demos a autorização a um empresário, que está trabalhando nisso. A negociação está muito avançada e, possivelmente, dará certo. Vamos ver como serão as negociações com a Católica. Chegar a essa equipe, para mim, seria muito bom. Eu já teria um companheiro, a adaptação seria mais fácil, e o futebol brasileiro é muito bom. Vamos fazer as coisas da melhor maneira. Sonho com isso – disse. 

O atacante joga pelas pontas, tanto pela direita quanto pela esquerda. Os dois gols que marcou pela seleção equatoriana foi nas derrotas para Chile e Argentina.

“Tenho 23 anos, fiz as coisas muito bem. Seria muito bom para a minha carreira dar esse salto, um passo importante. A prioridade, agora, é sair do país. Não chegou nada da Europa, o que é certo é que será no Brasil ou no México. As coisas estão andando, e estou muito contente e otimista para sair. Estamos analisando as propostas que chegaram e veremos com a Católica qual é a melhor opção”,  falou.

LEIA MAIS:
+ Copa São Paulo de Futebol Júnior 
+ São Paulo se interessa por lateral do Vitória

O valor de mercado dele é estimado em 600 mil euros (cerca de R$ 2,3 milhões). Se o jogador realmente vier para o São Paulo, seria outro estrangeiro na equipe. Com a saída de Lugano que tem contrato até o fim deste ano e o Buffarini, que deve procurar outra equipe por não ter chances no Tricolor, Ibarra será o quatro estrangeiro no clube, que já conta com o peruano Cueva, o equatoriano Arboleda e os argentinos Pratto e Jonatan Gomez.

O equatoriano também falou que está no plano da equipes mexicanas, entra elas o Cruz Azul, comemorando seu desempenho nesta temporada.”Minha carreira precisava de um ano como esse, sem lesões para eu me consolidar. Creio que fui bem. Trabalhei muito e, graças a Deus, as coisas se deram da melhor maneira. Marquei dois gols na seleção em minha primeira convocação, isso me deixou muito feliz. Agora é seguir trabalhando”.

Veja o vídeo do jogador falando sobre o São Paulo:

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *