O retorno do 10

Em má fase, Cueva busca retorno à sua forma ideal, e o único jeito de fazer isso é trabalhando duas vezes mais que o normal

Desde sua chegada, Cueva é um dos, senão o principal jogador do elenco são-paulino. Porém, desde que retornou de lesão, o camisa 10 não fez boas atuações.

É nítido que lhe falta ritmo e que sua form física está longe do ideal, e antes, o que era uma solução na equipe do São Paulo, se tornou dor de cabeça para o técnico Rogério Ceni.

LEIA TAMBÉM:

+Cícero explica “caso prancheta” e põe ponto final na história ⋆ SPFC Notícias

No entanto, Cueva vem trabalhando dobrado nos últimos dias para recuperar seu bom futebol. O peruano está fazendo trabalhos de reforço muscular e de condicionamento físico no Reffis, além de treinar normalmente com todo elenco Tricolor.

Também há de se considerar que Cueva saiu de seu tratamento após estiramento na coxa precocemente, visto que o São Paulo jogaria os jogos de volta da semi-final do Paulistão e da primeira fase da Copa do Brasil, contra SCCP e Cruzeiro, respectivamente, precisando de um resultado, e queria contar com o camisa 10.

A volta precoce atrapalhou o jogador em ambos os jogos, mas após os 17 dias de trabalho que a equipe teve, era de se esperar algo à mais do peruano, entretanto, o foi visto contra Defensa y Justicia, e depois, contra o Cruzeiro, foi lastimável. O jogador foi substituído ambas as vezes após atuações apagadas, e o São Paulo colecionou mais dois fracassos.

Espera-se que Cueva volte à campo na segunda-feira (22), as 20h00, onde no Morumbi, o São Paulo encara o Avaí pela 2ª rodada do Campeonato Brasileiro. Espera-se também que o meia seja aquele jogador rápido, gingador e provocante. E não o sumido, apagado e desapontante.

Ingressos São Paulo x Avaí  

Foto: Djalma Vassão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *