in

Organizada protesto, cobra e ameaça jogadores na porta do CT

Torcedores alternam gritos de apoio e ameaças antes do jogo contra o San Lorenzo, na Argentina

Cerca de 80 membros da principal torcida uniformizada do São Paulo estiveram na porta do CT da Barra Funda durante o treinamento da tarde desta segunda-feira. Divididos em dois ônibus, eles chegaram ao local para incentivar, cobrar e cantar gritos de ameaça. Em seguida, o grupo deixou o CT com destino a Argentina, onde o Tricolor vai enfrentar o San Lorenzo, quarta-feira, pela Taça Libertadores,

Coros de “São Paulo eu acredito em você” e “É Muricy” foram alternados com os de: “Fome, sede e frio, se não ganhar, não volta para o Brasil”. O barulho dos fogos de artifício e da bateria dos torcedores foi ouvido do campo onde o elenco treinava.

Com fumaça laranja e faixas falando sobre as 40 horas de viagem até a Argentina de ônibus, eles também cobraram “raça” e pediram: “joguem por nós e cantaremos por vocês”.

+ VITÓRIA DE DOMINGO MOSTRA UM MURICY ESPERANÇOSO

+ CENI FOGE DE “REDENÇÃO PESSOAL” APÓS GOLAÇO DE FALTA

No último domingo, os torcedores organizados também protestaram no Morumbi, antes do jogo contra o Linense. Mas a ação teve ironia: eles simularam treinamentos em frente ao estádio para criticar o trabalho do técnico Muricy Ramalho, que chegou a entregar o cargo para a diretoria, mas foi demovido da ideia.

Com seis pontos, na segunda colocação do Grupo 2, o São Paulo enfrentará o San Lorenzo, terceiro lugar com três pontos, para tentar encaminhar a classificação às oitavas de final. Uma vitória praticamente elimina o rival argentino. O empate também é um bom resultado para o Tricolor. Derrota deixaria os dois empatados na briga pela vaga de vice-líder da chave.

ASSISTA O VÍDEO DO PROTESTO:

https://www.youtube.com/watch?v=ehDz_fM-xXA

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara